Expressão muito alentejana que significa "basta" ou "já chega". Espaço de liberdade. Galeria de arte pública.

.Ultimamente...

. Se quiserem...

. O verdadeiro amigo está s...

. Onde pára esta sangria?

. Pequim(ninos)

. No fundo, no fundo...

.Sótão

Domingo, 9 de Abril de 2006

CP


        Por vezes,na aprendizagem da vida, precisamente quando estamos num daqueles vazios temporários, é nessas alturas que a solidão nos impele à contemplação e talvez seja nessa solidão que encontramos o vazio necessário que nos permite apreciar e valorizar certos momentos, certos previlégios que a fugaz passagem nos traz.



         É o abrir o coração ao inesperado simples, ao passageiro desinteressado, ao fluxo omnipresente que me traz a energia que julgava perdida num coração agora distante.


        Desta vez foi a Natureza que me abriu o coração e me encheu de energia vibrante, exuberante e radiosa. Não me pediu nada em troca e eu apenas passei...e no mesmo silêncio agradeci e sorri.

publicado por Andre às 16:43
link do post | comentar | favorito
3 comentários:
De Cláudia Sousa a 9 de Abril de 2006 às 19:47
Que bonita surpresa, mesmo muito bonita.
Obrigada.
De Moura Viva a 9 de Abril de 2006 às 23:03
É bom passar por aqui e ver que há vida de novo.
De anjocaido a 10 de Abril de 2006 às 10:33
Muito bem...que alegre surpresa!!!!
Está muito bonito!!!

Comentar post

.Andrei

.Busca!

 

.Compadres

.Visitantes

free counter