Expressão muito alentejana que significa "basta" ou "já chega". Espaço de liberdade. Galeria de arte pública.

.Ultimamente...

. Se quiserem...

. O verdadeiro amigo está s...

. Onde pára esta sangria?

. Pequim(ninos)

. No fundo, no fundo...

.Sótão

Domingo, 24 de Outubro de 2004

A Abetarda

{B054CF6C-BB1D-4EDE-94E1-A9D33812D635}.jpg

A Abetarda-comum Otis tarda é uma ave da ordem dos gruiformes, da dimensão aproximada de um perú mas mais pernalta, apresentando um grande dimorfismo sexual: os machos são bastante maiores do que as fêmeas. É a mais tímida das aves europeias, levantando voo a várias centenas de metros do observador. Para o fazer necessita de tomar balanço.


A Península Ibérica possui a maior população europeia, com a população espanhola nidificante a atingir os cerca de 14.000 indivíduos e a portuguesa a rondar as 600-800 aves.


{ED9C97F4-1ECA-452A-9DF9-2ED822A939EA}.jpg



A Abetarda é uma espécie ameaçada a nível mundial, tendo sofrido um forte declínio desde o século 18 devido sobretudo à modificação dos meios agrícolas extensivos em que ocorre, tanto por intensificação como por abandono agrícola, e à crescente pressão humana que conduziu a perdas de habitat e caça excessiva.


O macho da Abetarda é a mais pesada ave europeia, sendo uma das mais corpulentas aves voadoras do mundo, só suplantada pela Abetarda gigante Choriotis kori da Africa do Sul.


Em Portugal, é nas planícies de cerealicultura extensiva de Campo Branco, região de Castro Verde, que as abetardas são mais comuns, sendo Abril um mês particularmente apropriado para a sua observação uma vez que é nessa altura que os machos efectuam as suas espectaculares paradas nupciais.

Fonte: Naturlink



publicado por Andre às 12:47
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De Anónimo a 24 de Outubro de 2004 às 18:01
O Festival Mundial de Aves ainda não terminou, é talvez por isso que o meu amigo trouxe hoje a memória desta ave estepária. Gracias mi amigo!Luis Dinis
</a>
(mailto:)

Comentar post