Expressão muito alentejana que significa "basta" ou "já chega". Espaço de liberdade. Galeria de arte pública.

.Ultimamente...

. Se quiserem...

. O verdadeiro amigo está s...

. Onde pára esta sangria?

. Pequim(ninos)

. No fundo, no fundo...

.Sótão

Quarta-feira, 6 de Abril de 2005

EM DEFESA DA VERDADE

beja_alternativa2.gif


Voltando atrás




A pergunta mais usual que me têem ultimamente colocado é: “então que achas de terem acabado a Bejalternativa este ano”?



A resposta, pouco ou nada tem interesse, quando a verdade, não é simplesmente nos dada por quem tomou a decisão. È igualmente verdade, que nem sabemos o autor dela e assim, como podemos aspirar a saber as razões que justificam a sentença?




As respostas de quem até hoje me colocou as perguntas, deixam-me abalado. As palavras que ouço nem quero acreditar, tal justificação é no mínimo um disparate do velho século e apesar de eu contrapor com as dificuldades orçamentais e o desinteresse da população sobre este evento. A realidade é que não me sossega a hipótese de a minha visão estar errada.




A minha teimosia sobre o assunto tem origem no facto de eu ter estado presente como “expositor” nas últimas 3ª edições e não aceito de ânimo leve, argumentos e demagogias sobre a vida cultural aqui em Beja. Sabemos, que apesar das nossas insistentes queixas, abundantes acontecimentos culturais, colocam Beja, num ranking muito confortável no universo dos interesses culturais. A terrível aptidão dos portugueses em serem copiosamente protagonistas, abre portas ao egoísmo e em nome de interesses individuais, essa “protagonite aguda” finda em não servir o bem comum. Aqui, em Beja e em todo o Portugal, não se pratica o princípio da interdisciplinaridade e da multiculturalidade, é essa a terrível mágoa que este povo me deixa. “Cada um por si e Deus por mim” é a máxima desta nação (detesto esta palavra) que acredito muito seguramente, ter sido a mais pesada razão na decisão por alguém tomada.





E porque estes são os meus humildes princípios, recordo que a opinião de um povo é um primórdio muito velho para uma autêntica democracia.





Tenha avondo esta mudez, peçam a verdade, porque é que não se realiza este ano a Bejalternativa?!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
publicado por Andre às 03:06
link do post | comentar | favorito
13 comentários:
De Anónimo a 20 de Abril de 2005 às 00:11
É interessante constactar que de facto este evento abarca um sector muito limitado da população e é talvez no sentido de inverter essa tendência que a organização do festival se empenhe na diversificação, oferta e riqueza dos conteúdos do "certame". Acredito que de facto, nunca venhamos a saber concretamente o que se terá passado, mas poderemos especular e é essa especulação que ganhou contornos de rumor e os rumores faze zun zuns e é esses zumbidos que se comentam nas ruas, esquinas, cafés e bares da cidade e porque a na nossa mente há espaço para a especulação, também não é demasiado disparatado supor que as dificuldades orçamentais do municipio sejam o fulcro da questão. O Carlos em Ideias Soltas, coloca uma serie de questões e levanta um sem número de lebres e coelhos que eu não gostaria de estar a contrapor, contudo da sua intervenção tenho de concordar que não é certo o financiamento com capitais públicos de eventos puramente comerciais...se bem que o evento em causa revela cartacteristicas para além das puramente comerciais e que a autarquia devia fazer um mapa de prioridades antes de aplicar os seus parcos capitais...inevitavelmente a minha memoria regressa a alguns detalhes do Projecto Pólis, posso estar a ser muito critico e a ser muito rude e ignorante mas até hoje, sim até hoje, ainda não consegui entender a utilidade dos sobreiros metalicos que de momento nem enquadramento se consegue para fazer uma bonita fotografia...não estaria com esta pedra no sapato se a "obra" tivesse custado 25 tostões. Luis Dinis
</a>
(mailto:okayyam@sapo.pt)
De Anónimo a 19 de Abril de 2005 às 15:54
Não sou adepto do BejaAlternativa. Mas já agora gostava de saber porque surgiram os rumores de que o Festival não se ia realizar. Donde surgiram? Foram só rumores? Ou há outras coisas que a gente não sabe nem nunca chegará a saber?nikonman
(http://pracadarepublica.weblog.com.pt/)
(mailto:joao.espinho@netvisao.pt)
De Anónimo a 19 de Abril de 2005 às 15:54
Não sou adepto do BejaAlternativa. Mas já agora gostava de saber porque surgiram os rumores de que o Festival não se ia realizar. Donde surgiram? Foram só rumores? Ou há outras coisas que a gente não sabe nem nunca chegará a saber?nikonman
(http://www.aliciante.weblog.com.pt)
(mailto:joao.espinho@netvisao.pt)
De Anónimo a 18 de Abril de 2005 às 23:46
hahaahah pois não se sabe onde esta ideia teve a sua origem!!! em todo o caso, haverá novidades após a reunião de quinta-feira. Cumprimentos a todos os que se teem mostrado interessados sobre a temática. Luis Dinis
</a>
(mailto:okayyam@sapo.pt)
De Anónimo a 18 de Abril de 2005 às 16:43
Realiza-se amanhã, dia 19 de Abril, ás 16 horas, na casa da cultura uma conferencia de imprensa para apresentação do programa da Bejalternativa.
Não percebo onde foram buscar a ideia da não realização desta iniciativa.
Não há nada como perguntar.
Cumprimentos Luís.Mad
(http://www.aliciante.weblog.com.pt)
(mailto:green_mad_eyes@hotmail.com)
De Anónimo a 12 de Abril de 2005 às 12:20
;) boas novas agradam sempre ouvir...gracias caro compadre!Luis Dinis
</a>
(mailto:okayyam@sapo.pt)
De Anónimo a 11 de Abril de 2005 às 15:16
Sozinho, Luís Dinis? Primeiro, pela parte que me toca não é verdade; segundo, mais vale com pouca gente do que em rebanho!Tanto assim é que vou puxar o assunto ao Ideias Soltas!carlos a.a.
(http://ideias-soltas.weblog.com.pt/)
(mailto:ideiassoltas@gmail.com)
De Anónimo a 10 de Abril de 2005 às 18:58
A minha decisão está tomada, irei recolher ajuda, mesmo que a verdade não nos seja esclarecida, o debate deve e irá ser agendado. Os dinheiros podem ser escassos e a prioridade do evento pode ser posta em causa, mas há soluções, desistir é a pior das emendas...agora tentem por favor, dizer aos expositores que ao longo destes anos, têem amealhado alguns centimos tão úteis e preciosos nesta pior economia europeia. A cultura não pertence às elites e nem estas devem presumir que a cultura produz-se para exclusivamente para elas. Um abraço meu a todos Luis Dinis
</a>
(mailto:)
De Anónimo a 10 de Abril de 2005 às 11:32
Não está sozinho não, e faz bem em mexer na ferida
Charlie
</a>
(mailto:xarly2@hotmail.com)
De Anónimo a 10 de Abril de 2005 às 04:33
:( um blog de Beja, que Beja não conhece! É uma merda estar sozinho...palavras duras de alguém que também é de carne e osso!Luís Dinis
</a>
(mailto:)

Comentar post