Expressão muito alentejana que significa "basta" ou "já chega". Espaço de liberdade. Galeria de arte pública.

.Ultimamente...

. Se quiserem...

. O verdadeiro amigo está s...

. Onde pára esta sangria?

. Pequim(ninos)

. No fundo, no fundo...

.Sótão

Segunda-feira, 2 de Janeiro de 2006

Como 4 punhais

me partiram o peito as tuas duras palavras



...não gosto de ti
...não gosto de ti
...não gosto de ti
...não gosto de ti



derramando sangue de uma ferida nunca sarada!
publicado por Andre às 19:08
link do post | comentar | favorito
20 comentários:
De Anónimo a 17 de Janeiro de 2006 às 14:19
...pior só: ODEIO-TE!...f...sss!
FORÇ'AÍ!
js de http://politicatsf.blogs.sapo.pt e http://mprcoiso.blogs.sapo.ptjs
(http://politicatsf.blogs.sapo.pt)
(mailto:jfsilvasousa@hotmail.com)
De Anónimo a 9 de Janeiro de 2006 às 12:57
E para contrariar o "Não gosto de ti", "Não se admire se um dia, um beija flor invadir
A porta da tua casa, te der um beijo e partir
Foi eu que mandei o beijo que é pra matar meu desejo
Faz tempo que eu não te vejo, ai que saudade di ocê
Se um dia ocê se lembrar, escreva uma carta pra mim
Bote logo no correio, com frases dizendo assim
Faz tempo que eu não te vejo, quero matar meu desejo
Lhe mando um monte de beijo ai que saudade sem fim
E se quiser recordar aquele nosso namoro, quando eu ia viajar
Você caía no choro, eu chorando pela estrada, mas o que eu posso fazer
trabalhar é minha sina, eu gosto mesmo é di ocê." - Fábio Jr.
Cláudia
</a>
(mailto:)
De Anónimo a 9 de Janeiro de 2006 às 12:54
Olá viva! Ando a passear e resolvi imaginar que assim se matam saudades... E tenho a dizer que só se dá ao trabalho de dizer "Não gosto de ti" quatro vezes, quem gosta... acho eu. Beijos e queijosCláudia
</a>
(mailto:)
De Anónimo a 6 de Janeiro de 2006 às 00:44
poh só para dizer Dé que ha um pop-up tramado no teu blog, não dá para tirar? pelo menos com o meu browser ele encerra com erro...sei lá digo eu!!!!!!Luís Dinis
</a>
(mailto:)
De Anónimo a 5 de Janeiro de 2006 às 16:58
Oi dédé...passei pelo teu blog, fiquei algum tempo pensando onde eu já tinha visto esses olhos, tive de pesquisar no blog até encontrar uma referência a Beja, nem sei como me encontraste...um beijo e um abraço ao Vitor....um bem haja e paravens pelo teu blog, está muito bonito ;)Luis Dinis
</a>
(mailto:)
De Anónimo a 4 de Janeiro de 2006 às 20:23
Nova iniciativa d' O Restaurador!

Blogue de emprego, o Emprego no Alentejo!

Visitem em http://empregoalentejo.blogspot.com/ (http://empregoalentejo.blogspot.com/)

Por favor divulgue!!!

Saudações!O Restaurador
(http://orestauradordaindependencia.blogspot.com/)
(mailto:orestaurador@gmail.com)
De Anónimo a 4 de Janeiro de 2006 às 17:59
De facto... Dói...Débora
(http://mundoondeexisto.blogs.sapo.pt)
(mailto:dede@sapo.pt)
De Anónimo a 4 de Janeiro de 2006 às 16:56
Então olha, relativamente às punhaladas, não te deixes afectar, isso é tudo da boca pa fora, deves é andar mais sensivel e depois tudo te afecta, mas agora tens que encher o peito de ar, e olhar em frente. Bjosanjocaido
</a>
(mailto:)
De Anónimo a 4 de Janeiro de 2006 às 16:54
Se calhar contas outra que nesta altura não ha caracois...lolanjocaido
</a>
(mailto:)
De Anónimo a 4 de Janeiro de 2006 às 16:41
quanto a necessidade desculpante que atenua a pena a aplicar, não se adequa ao caso citado, uma vez que a pessoa em causa é menor e não pode ser levada a tribunal, contudo, porque as leis imutáveis do universo não cessam de existir, o seu gesto terá a devida reprecrussão...no meu peito apunhalado não existe rancor guardado, há apenas um vazio para preencher de perdão e amor...um bem haja.Luís Dinis
</a>
(mailto:)

Comentar post